Pesquisar este blog

Carregando...

TRANSLATOR HERE!

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Arquivo do blog

CUIDADOS PARA EVITAR ACIDENTES COM A ELETRICIDADE!

Ter contato com a eletricidade, quando se desconhecem os seus princípios, suas causas, seus efeitos e seus perigos é tarefa que pode ocasionar severos riscos pessoais e materiais.
A eletricidade é conduzida através de condutores (fios) e é consumida em nossas casas por eletrodomésticos, na iluminação, etc. Ao fluir, a energia elétrica se desloca de um ponto a outro do circuito, da mesma forma que a água se desloca nos canos: ela é pressionada através dos fios, como a água nos canos, e os condutores resistem à passagem da corrente da mesma forma que os canos resistem a passagem de água.
A quantidade de energia que se desloca é medida em unidades que chamamos de Ampéres. A pressão com que flui a energia nos condutores é medida em unidades que chamamos de Volts. A resistência que se opõe à passagem da energia no condutor é chamada de resistência ôhmica e é medida em Ohms.
Existe uma relação entre estes valores através da Lei de Ohm, que é de fundamental importância para que se entenda o choque elétrico, a causa mais freqüente de acidentes com a eletricidade.
Nosso corpo, embora não seja um excelente condutor de eletricidade, apresenta características de condutor. Quando uma corrente passa através do corpo humano, provoca os efeitos que chamamos de "choque elétrico". A intensidade do mesmo terá uma gravidade que depende dos seguintes fatores:
·                       Intensidade da corrente;
·                       Tempo de exposição da pessoa à corrente;
·                       Freqüência da corrente;
·                       Percurso da corrente no corpo;
·                       Sensibilidade individual.
Os efeitos que vão desde o formigamento, passam para lesão muscular, queimaduras e vão até causar a morte, também são influenciados pela condições ambientais, como umidade, suor, isolamento, etc.
Ao analisarmos as causas dos acidentes com eletricidade, vemos que na maioria das vezes ocorreu uma condição insegura e o desconhecimento ou negligência dos princípios fundamentais sobre os fenômenos elétricos.
Entre as condições inseguras citamos os contatos acidentais que causam choques e curto-circuitos. Ocorrem por emendas mal feitas; fios sem isolamento; fios soltos sobre as superfícies de trânsito; equipamentos de baixa qualidade; equipamentos não protegidos. Os contatos por defeitos nos materiais elétricos dificultam a passagem da corrente elétrica e são geralmente causados por soldas deterioradas ou mal feitas, fios amarrados sem cuidados.
As sobrecargas geram calor excessivo nos circuitos e são, geralmente, causadas pela ligação de diversos aparelhos em um mesmo circuito.


Para evitarmos atos inseguros devemos praticar atos seguros:
1.                 Evitar tocar em fios sem saber se estão ligados na rede elétrica, muito menos se estiverem desencapados;
2.                 Aterrar os equipamentos de maior potência, como geladeira, forno de microondas e ar condicionado: qualquer defeito no circuito elétrico pode conduzir corrente para a carcaça do equipamento, causando choque;
3.                 Revisão das instalações elétricas da casa regularmente por pessoa habilitada;
4.                 Evitar benjamins e não ligar vários aparelhos na mesma tomada;
5.                 Usar sapatos em casa, de preferência com solado de material isolante, como borracha;
6.                 Colocar protetores nas tomadas para prevenir choques em crianças;
7.                 Desligar disjuntores sempre que for mexer na rede elétrica da casa, mesmo para trocar uma lâmpada;
8.                 Nunca tentar consertar aparelhos elétricos e eletrônicos em casa;
9.                 Nunca mexer em conexões e fios de extensão ligados na tomada;
10.            Isolar as instalações do material combustível;
11.            Não usar fusíveis de capacidade acima da indicada;
12.            Não colocar arames ou moedas no lugar de fusíveis;
13.            Nunca deve haver qualquer aparelho elétrico ao alcance de quem se encontra imerso em uma banheira ou piscina ou em banho de chuveiro;
14.            Com as mãos, roupas ou calçados molhados, não mexer em eletricidade;
15.            Crianças não devem soltar pandorgas perto de fios de eletricidade;
16.            Não deixe ventiladores ligados ao alcançe de crianças;
17.            Ao sair de casa verifique se eletrodomésticos, tais como rádios, ar condicionado, aparelhos de som e aquecedores elétricos estão desligados;
18.            Nunca use um fio ligado diretamente na tomada sem a flecha;
19.            Nunca puxe pelo fio ao desligar aparelho da tomada.
20.            A fiação elétrica deve ser embutida em eletrodutos (conduítes) ou deve estar fora do alcance de pessoas.
Estas sugestões estão disponíveis no portal do Ministério do Trabalho e Emprego, no seguinte endereço eletrônico:

Nenhum comentário: